Foi de ontem, ontem para ontem
Sinhá meu bem
Pra voltar no mesmo dia
Sinhá meu bem
Procurando quem trocasse
Sinhá meu bem
Limpeza por alegria
Sinhá meu bem
Pois chora bananeira
Sinhá meu bem
O bananeira chora
Sinhá meu bem
O chora bananeira
Sinhá meu bem
Adeus eu vou embora
Sinhá meu bem
A lua rompeu de noite
Sinhá meu bem
Piso feito de porcelana
Sinhá meu bem
Um beijinho na tua boca
Sinhá meu bem
Me sustenta três semanas
Sinhá meu bem
Tava sentado na pedra
Sinhá meu bem
A pedra balanceou
Sinhá meu bem
O cadê minha alegria
Sinhá meu bem
Mais cadê o meu amor
Sinhá meu bem
O vapor de cachoeira
Sinhá meu bem
Não navega mais no mar
Sinhá meu bem
Pisando a roda toca o búzio
Sinhá meu bem
E vem comigo navegar
Sinhá meu bem
Olha a lua vem surgindo
Sinhá meu bem
O de traz da bananeira
Sinhá meu bem
Eu só descanso quando achar
Sinhá meu bem
Minha nobre companheira
Sinhá meu bem
Tanto verso que eu sabia
Sinhá meu bem
Venho o vento e carregou
Sinhá meu bem
Para amar e querer bem
Sinhá meu bem
Na memória ainda ficou
Sinhá meu bem
Quem tiver raiva de mim
Sinhá meu bem
Que não possa se vingar
Sinhá meu bem
Amarra a corda no pescoço
Sinhá meu bem
Me chame que eu vou puxar
Sinhá meu bem
O gente cadê a gente
Sinhá meu bem
Que nessa casa morava
Sinhá meu bem
Era um divertimento
Sinhá meu bem
Quando eu aqui passava
Sinhá meu bem
Vou plantar eu vou plantar
Sinhá meu bem
Que a colheita logo vem
Sinhá meu bem
Vou plantar um pe de amor
Sinhá meu bem
No coração do meu bem
Sinhá meu bem
Gosto de dançar forro
Sinhá meu bem
Esta e a minha praia
Sinhá meu bem
Vem dançar aqui morena
Sinhá meu bem
No forro rabo de saia
Sinhá meu bem

Vídeo incorreto?