Caixa de música


Uma pequena pessoa morreu apenas de fingimento
Desejava ficar completamente só
O pequeno coração permaneceu quieto por horas
Então o tomaram por morto
É enterrada em Areia molhada
Com uma caixa de música na mão

A primeira neve a cobrir o túmulo
Acordou a criança de modo bem suave
Numa noite fria de inverno
Seu pequeno coração despertou

Na medida que o gelo voava na criança
A caixa de música foi aberta
Uma melodia no vento
E para fora da terra canta a criança

Upa upa cavalinho
E anjo algum desce à terra
Meu coração não bate mais
Apenas a chuva chora sobre o túmulo
Upa upa cavalinho
Uma melodia no vento
Meu coração não bate mais
E para fora da terra canta a criança

A gélida lua, cheia em seu explendor
Ouve o pranto na noite
E anjo algum desce à terra
Apenas a chuva chora sobre o túmulo

Entre duras tábuas de carvalho
Ele irá tocar com a caixinha de música
Uma melodia no vento
E para fora da terra canta a criança

Upa upa cavalinho
E anjo algum desce à terra
Meu coração não bate mais
Apenas a chuva chora sobre o túmulo
Upa upa cavalinho
Uma melodia no vento
Meu coração não bate mais
E para fora da terra canta a criança

Upa upa, cavalinho.
Meu coração não bate mais.

No domingo dos mortos eles ouviram
Dos campos do senhor essa melodia
Ai a tirarão do seu leito
O pequeno coração da criança salvarão

Upa upa cavalinho
Uma melodia no vento
Meu coração não bate mais
Apenas a chuva chora sobre o túmulo
Upa upa cavalinho
E anjo algum desce à terra
Meu coração não bate mais
Apenas a chuva chora sobre o túmulo

Upa upa cavalinho
Uma melodia no vento
Meu coração não bate mais
E sobre a terra canta a criança