Se o disco põe, agulha disco o risco impõe
Rabisco expõe, sinto e recito o dito compõe
E o que se propõe? fazer além da parte da arte
Não só dispor encarte, debate bate causa enfarte

Liga essas pick ups, risca em minhas frases, frisa colagens
Inspira mensagens transpira rima em cima das bases
Pregando cartazes colando ceps
Empregue durex nos postes nas tracks reveste meus motes em tags

Dom no latex, tijolos, grafites, em subsolos
Som das efx, nos poros, limites, fiquem, nos polos
Ouvintes dizem que eu posso, sao vinte e sete nos ossos
Requintes tingem destroços, publiquem a plebe os esforços

Mcs, de outrora raiz, escola matriz
Viola e giz vitrolas vinis, decora o aprendiz
Incorpora confins, da historia nos fins, se aflora há um triz
De dentro pra fora, fiz, do agora, afins, de uma aurora diz

Hip hop...
Move-se, choca, sinta a performance
Dos mcs no mic
How, faz o labor

Hip hop...
Dança assim, grafita-se
No disco risca-se
Militasse, revive
How, eterno amor.

Silêncio sobre vozes rimo em beat box
Pops tomam box durapox entope xerox
Engolem drops em grogs recortes rasgo em galope
Como sacerdote do norte além morte hip hop

Sempre a deixar maquestes em distúrbio
São os mestres do nordeste no rap face suburbio

A peste eh pernambuco, em cassete mete no studio
Inverte isso tudo veste o conteúdo e mexe a fundo
Remete o prelúdio

Voraz, com a voz, imortais, preto ghoez, recitais, pros heróis
Os rurais, vão após, os intrumentais, do algoz
Bebo na foz que os avós nos deixam
Portas se fecham mais quebro o eixo o desfecheixo remexo sou zulu nation

Break beat, chão xadrez, emite, o passo da vez
Resiste, o laço que fez, consiste, o traço, sem leis
Corpos sobre os ares nudez, só os reis no dysplay
Som nordestines, cospe tinta com uma lata de spray, hey

Hip hop...
Move-se,choca, sinta a performance
Dos mcs no mic
(how, faz o labor)

Hip hop...
Dança assim, grafita-se
No disco risca-se
Militasse, revive
(how, eterno amor).

Lecione, krs one, pressione, nos microfones
Se posicione, retome, os fones, domem seus clones somem
Essência responde, me correponde, nas ruas
Reverencia as tuas rugas cruas escrituras nuas

Recua, se queres qualquer coisa, mulheres em lousas
Não são poucas, pra calar as bocas, dar tapas em moscas
Maripousa, quando pousa, ousa, respeito repousa
Se proposta eh outra, eh sem roupa? vamo partir louças

Panelas, tão rocas, janelas, mais foscas, capelas, em folhas
Sequelas, em rolhas, esmagam os pelas, em bolhas
Real hip hop, fora dos blogs, choques em sites
Longe de ser pop, acima dos tops, morrem em boates

Como tatuagem, na carne, intensidade, desbrave
Prostesto, abordagem, mensagem, alem da margem, se crave
Os elementos trazem, postura, a tona, cultura, cerimonia, grave
Isso rapadura e projetonave, toma!

Vídeo incorreto?