A minha defesa vai ser meu silêncio
E a minha justiça a palavra de Deus
É por Ele que vivo
Falo, canto e escrevo
E assim vou sem medo
Levando nos olhos
Esse tão forte brilho de amor ...

Ainda que as vezes,
Chorando em segredo
Eu me encontre na noite,
Sozinho na dor
E ainda que eu semeie
Sofrendo e chorando
Sei que volto mais tarde
Colhendo alegria e trazendo
Um sorriso pra quem ficou

Pois a árvore bonita
Que se vê na primavera
É a mesma árvore
Que passa chuva e frio
Mas é sempre depois
Quando se vai a noite
Lhe volta o dia trazendo alegria
E a beleza da vida
Pra gente ser feliz

Vídeo incorreto?