E vê se para, vê se para, vê se para
Você dá mole pra mim
Mas não larga desse cara

E vê se para, vê se para, vê se para
Você dá mole pra mim
Mas não larga desse cara

E quando eu chego no forró
Você gruda em mim
Enquanto ele não chega
A gente fica assim

Você gosta do meu jeito
Meu chamego, meu gingado
E eu apaixonado

Mas de repente ele chega
E a coisa muda
Diz que vai no toalete
Nele você gruda

E assim a vida passa
E você não se apega
Ele olha, eu seguro
E quando eu solto, ele pega

E vê se para, vê se para, vê se para
Você dá mole pra mim
Mas não larga desse cara

Mais é que ele tem a manha, e você a pegada
E quando eu chego no forró, Não vou ficar parada
E eu gosto desse pega, desse larga
Desse gruda, dessa safadeza

E é por isso que eu te quero
Mas eu quero ele
Sou maluca por você
E doidinha por ele

E assim a vida passa
E a gente não se apega
Você larga, ele gruda
Ele solta e você pega

E vê se para, vê se para, vê se para
Você dá mole pra mim
Mas não larga desse cara

E vê se para, vê se para, vê se para
Você dá mole pra mim
Mas não larga desse cara

Vídeo incorreto?