A ultima batalha.


Idos estão os dias dos cavaleiros
Da tavula redonda e lutas.
Homens valoros levemente choram.
Armadas bravas morrem.
A ultima batalha está proxima de ser perdida.

Ouvindo sobre guerra civil.
Saxões para a Britanha apobrecem.
Do norte e do leste.
Morte dos cavaleiros de Arthur para um banquete.
A ultima batalha está proxima de ser perdida.

Vinda a vida ou a morte Arthur chorou.
Mordred, o espião traidor.
Abateram-no.
Onde ele caiu sem som.
E em furia deu uma estocada em Arthur que caiu.

Idos estão os dias dos cavaleiros
Da tavula redonda e lutas.
Do reino do Rei Arthur.
Paz para sempre.
Idos estão os dias dos cavaleiros.

Sir Hector, Sir Hors, Sir Blamour e Sir Bleobrobis, os unicos cavaleiros da tavula redonda sobreviventes, acabaram seus dias após uma peregrinação à Terra Santa. Logo após que os Saxões conquistaram toda a Bretanha e o reino de Logres estava acabado. Muitos acreditavam que Arthur retornaria para reestabelecer o Santo Reino de Logres e salvar a Bretanha na sua hora de perigo mais mortal. Por volta do ano de 1200, os monges de Glastonbury descubriram os ossos de Arthur enterrados proximos dos de Guinevere. Sob o caixão, uma pedra embutida com uma cruz de chumbo carregando a inscrição em latim: "Aqui jaz Rei Arthur em sua tumba com Guinevere, sua esposa, na Ilha de Avalon"