Bornó de Saudade

Na minha vida pus os pés no chão
Entre poeiras vi o amanhecer
Das poesias do meu coração
De uma rosa imaginei você

O meu destino nessa imensidão
Se foi traçado tenho que seguir
Buscando um rumo, uma direção
Por terras estranhas que eu nunca vi

O meu "bornó" vai cheio de saudades
Cheio de lembranças, não esquecerei
Da minha rosa e do meu jardim
Que Deus ágüe, em breve voltarei

Minha bagagem é minha coragem
Cheio de planos, vou seguindo assim
Minha carteira é minha honestidade
Que aprendi da terra de onde eu vim

Mas não me olhe de baixo pra cima
Me pergunte que eu responderei
Minha verdade está nos meus olhos
Essa herança do meu pai, herdei...

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Rita de Cássia - A Musa do Forró

www.musaritadecassia.weblogger.terra.com.br
www.ritadecassia.palcomp3.com.br