Quando o sol aponta no nascente
É hora de trabalho, tem que despertar
Pegar seu chapéu de palha
O pão não pode faltar
Ir pra labuta pois sabe

E homem de mão calejadas
De rosto suado e sofrido
Mas que tem na mente verdade
Trabalha pela honestidade
É homem de fé pela vida

Com tanta humildade
Ele tira o seu chapéu
A Deus pedindo ajuda
Com suas mão pro céu

Quisera a humanidade
Ter um pouco do sertão
Teríamos de verdade
Com certeza uma nação

Vídeo incorreto?