Margens do Minho a baixo
Fim de um verão que já cansou
De novo em casa e tudo igual
Sentir que então nada mudou
Hoje não sei bem o que preciso
Pra esquecer o teu sorriso
Contar as coisas ao contrário
E pensar que são mesmo assim

Deixei uma idade inteira atrás
Só para viver as coisas de outra maneira
Julguei-me forte e ser capaz
Mas o tempo tornou tudo tão diferente de nós
É que já não sinto nada para te dizer
A vida ficou chata e tão vazia
Pareceu-me então ser bem mais fácil
Deixar as coisas mesmo assim

Mesmo assim vou arriscar
A sentir-me só
A falar de ti a pensar de mais
Mesmo assim vou continuar a acreditar
Que é bem melhor
Bem melhor sem ti

Vídeo incorreto?