Estava eu com minha amada,
Batendo um longo,
Papo numa encruzilhada.
Apareceu um bicho esquisito,
Urando fortemente,
Que doeu meus ouvidos.
Devia ser o tal lombisome,
Metade era cachorro,
Outra metade era homem.

Pulando sobre minha garota,
Com suas fortes patas,
Lhe rasgou toda roupa.
Socorro eu quiz gritar,
Mas na hora, sua pata de cachorro,
Me tapou toda a boca.
Devia ser o tal lombisome,
Metade era cachorro,
Outra metade era homem.

Minha amada desmaiou,
E o bicho sobre mim avançou.
Eu sem forças prá lutar,
Já estava para me entregar.
Eis que apareceu no espaço,
Meu anjo da guarda,
Veio ali me salvar.
O bicho deu um estouro e sumiu,
Numa nuvem de fumaça,
Se perdeu pelo ar.
Era o fim do tal lombisome,
Metade era cachorro, outra metade era homem.

Vídeo incorreto?