Olha,
Mantém esse rumo
Mantém essa trilha, esse prumo, essa rota
E não te perderás.

Mantém a tua meta.
Mantém essa reta porque a minha graça não há de faltar.

Pra quem crê sou caminho.
Sou corpo, pão, sangue, vinho.

Olha,
Mantém tuas palavras,
Mantém o equilíbrio e a tranqüilidade
Que a dor passará.

Mantém tua prece
E os nossos momentos e ouvidos atentos
Pra o que eu te falar.

Que o meu jugo é suave
E o meu peso é leve.

E assim te encontrás
Dá-me a tua mão
Quero me revelar

E assim vais encontrar.
Quero te dizer:
Quem me vê, vê o Pai

Vídeo incorreto?