Vou pro boteco do zé, vou pro boteco do zé
Lá tem moda de viola, cachaça e muita mulher
Vou pro boteco do zé, vou pro boteco do zé
Nóis passa o tempo cantando com o copo cheio de mé

Trabalho a semana inteiro, chega no fim de semana
Comer um jabá na tábua, lembrar das "moda" bacana
Lá ninguém enche meu saco, to rodeado de amigo
Se eu puxo um tião carreiro a galera canta comigo

Eu fico contando as horas pra encontrar meus parceiros
Tocar a minha viola e beber uísque com gelo
Chega no fim de semana dentro de casa eu não fico
No bar junto com a galera, risco uns "modão" do zé rico

Quando vai chegando a noite tá todo mundo alterado
Meu amigo sanfoneiro também já ficou chapado
Com a sanfona na mão, com a gente não tem frescura
Enche meu copo que eu mando um "modão" que é parada dura

Vídeo incorreto?