Eu nunca vi um justo ser desamparado
Nem um filho de Abraão ser envergonhado
Mas o povo do Senhor traz no seu peito
Um desejo de justiça um grito preso

Será que é justo oh Deus
Teu povo assim viver
Escravo, humilhado, injustiçado a sofrer
A dor maior que existe dentro do meu coração
E ter um Deus tão grande
E viver nesta situação

E eu me pergunto se o Deus de Israel envelheceu
Ou se das maravilhas do passado se esqueceu
Da terra do égito o Senhor não nos tirou
Pra no deserto quente padecer

Refarão
Estende o teu martelo
Oh! Juiz grande Deus
E esmaga a injustiça
Que assola o povo teu
Eu sei que tu és justo
O meu Deus nunca folhou
Tua justiça é certa
Justiça do Senhor

Vídeo incorreto?