No paxorô de Oxalufã
Vou me amparar, Obá
Obatalá!

Me vesti de branco
Me enfeitei de fitas
Com pano-da-Costa
Fiz meu abadá

Pus no meu turbante
Uma pedra roxa
Pendurei a guia
Com meu patuá

Botei água-de-cheiro
E antes de sair pra rua
Fui pedir a benção
Ao meu Orixá

Vim de Nazaré das Farinhas
Só pra desfilar
No afoxé dos Filhos de Gandhi
Tocando o seu ijexá

Vou seguir o cortejo
Pela beira do mar
Até o pé da igreja
De pai Oxalá

Vídeo incorreto?