Esta é pra todos os imigrantes em França
pra todos os portugueses que trabalham longe
foram a procura de melhor
debates de continência men Salut!!
Esta é pra ti tu imigrante que foste em busca do céu
e tudo que o teu sangue português nunca te deu
o peso desta bandeira que tu não vês como eu
fica aí nada mudou desde que Salazar morreu bro
trouxemos democracia com cravos
mas só trocamos ditadores por deputados
e agora em vez de 1 comem 300 a nossa conta
em nome duma republica que brinca ou faz de conta connosco
e em cada eleição refaz a história
calados e comidos parvos por vontade própria
continuamos pobres e em crise profunda
kickbox e bom movimento para desenvolver rotundas
e auto-estradas num progresso de imagens
não temos paca pra gasosa nem para pagar portagens
se tens saudades toma um bilhete postal
ilustrado com lembranças deste teu Portugal

Tu sabes
Que é esta a pátria que tu amas ao longe
Tu sabes
Que és mais um filho da miséria que se esconde
Tu sabes
Lutador que reconheço por seres grande
Tu sabes
Tu és, tu vês que no fundo não tas distante
E tu sabes
Que é esta a pátria que nunca te quis perto
Tu sabes
Que és mais um filho ofendido que ficou esperto
Tu sabes
Que debito em cada verso escrito se isto fosse bom tu nunca tinhas partido
E tu sabes

Que aqui o tempo só passa por nos
a pobreza é genética dada dos teus avos
enquanto que os outros falam sem fazer o quê que fosse
não vejo ressuscitado o espírito que Abril nos trouxe
e toda a esperança é depositada em fé
do pais mais católico e pobre da CEE
... eu repito no som unit a replica eta libert de expression
"-Então boy
- Então
- Unida a república para liberdade de expressão, liberdade de expressão boy!
- Verdade, deixa-me falar men mas não deixem que ninguém me oiça"
é tudo um pacto teórico com a liberdade
como o que vês em dias com as praias do Algarve
são eclipses que o estado vos mostra esse oposto
do progresso e qualidade de vida que só vês em Agosto
e se calhar tu nem conheces o panorama
do ano inteiro porque tu só vives numa semana
ou nas fotos que mostro são os bairros degradados
enchem o carro do Sócrates com os nossos ordenados

Tu sabes
Que é esta a pátria que tu amas ao longe
Tu sabes
Que és mais um filho da miséria que se esconde
Tu sabes
Lutador que reconheço por seres grande
Tu sabes
Tu és, tu vês que no fundo não tas distante
E tu sabes
Que é esta a pátria que nunca te quis perto
Tu sabes
Que és mais um filho ofendido que ficou esperto
Tu sabes
Que debito em cada verso escrito se isto fosse bom tu nunca tinhas partido
E tu sabes

Vídeo incorreto?