É você já tá legal e não me deve nada nem satisfação
O nosso lance era imoral etecetera e tal em cima do
colchão
Agora por aí afora quem é que explora todo o seu
vulcão
Teu corpo, teus países baixos, todos teus escrachos em
erupção

Não te deixei na mão
Não,não, não
Foi sua opção
E quando me quiser vai ser
Uma revolução

Não deixei que tua memória faça nossa história via à
tona então
Não queria me deixar a glória de sentir dona da tua
ereção
No teu jantar à luz de velas não me lembre onde
colocava a mão
Não seja indiscreto, fique esperto, agora é só
recordação

Não te deixei na mão
Não,não, não
Foi sua opção
E quando me quiser vai ser
Uma revolução

Entendo que ela seja boa e fale um idioma que eu nem
conheça
Mas sei usar melhor a língua e tenho diploma da tua
cabeça
Não deixe que o tédio lhe pegue no carro, na rua ou no
corredor
Não pense mais nesses lugares, com aqueles ares de
reprodutor


Não te deixei na mão
Não,não, não
Foi sua opção
E quando me quiser vai ser
Uma revolução

Dentro do seu fechecler

Vídeo incorreto?