Toque de cordeona,água na cambona
Chimarrão fandango e vanerão no pé
Quem já me conhece sabe meu sotaque
Eu sou do rio grande quero arrastapé

Se puxo no fole um toque brasileiro
Não penso em dinheiro,quero animação
Um sorriso franco paga a minha conta
E quando me dou conta eu tô no vanerão

Eu tô,eu tô
Eu tô no vanerão
Eu tô,eu tô
Eu tô no vanerão
Eu tô,eu tô
Eu tô no vanerão
Desses de levantar poeira
Num fandango de galpão

Quando eu vou pra estrada pra levar meu canto
Não me causa espanto tudo o que eu vivi
Pra quem ama a vida de viver cantando
Eu vivo tocando desde que nasci

Vídeo incorreto?