Vamo pegá vamo pegá vamo pegá
Donde que tão os cavalos, no buçal já dei de mão
Eu sou um gaúcho que ando sempre preparado
Já saltei arremangado e com as esporas no garrão
Tando montado não existe parada braba
Eu laço touro na invernada e no meio do banhadal
Mas desta vez a sorte não me ajudou nada
E era pra pegar na enxada pra carpir o mandiocal
(Vamo pegá vamo pegá
Vamo pegá vamo pegá
Eu venho vindo do tempo da vacaria
Em forma de forquilha louco pra me enforquilhar)
Até parece que devo algum pecado
Ainda que sempre falo cada vez em me ajustar
A minha arma é o cavalo sempre digo
Não vão contar comigo se não tiver o que encilhar

Vídeo incorreto?