Corasamba


Ai saudade que bate na porta do peito querendo entrar.
Da vontade de mergulhar pelo tempo e voltar atras.

O destino parece um menino que brinca com emocão
E deixa as lembrancas espalhadas na vida.
O tempo atropela agente e passa como um arrastão.
Só fica a saudade no meu coracão, saudade que vem!

Ai saudade que vem e condena meu peito e me faz penar.
Quero um atalho, pra fazer com que a distancia possa acabar.

Por mais que exista barreiras, querendo nos separar,
Existe uma ponte que sempre nos liga
Agente quer mandar no peito, quer negar o que passou
So que quem nos uni a saudade e o amor. saudade de um bem.

Ai saudade que quando aperta meu peito não quer soltar
Quero uma chave, pra me trancar por dentro, e relembrar.

Meu corasamba e a saudade,
E a porta estandate da minta estacão.
Nao posso esquecer o enrredo, meu carnaval não acabou
A imperátriz do meu samba chegou ô abre alas!!

Ai saudade troca sempre os personagens, mas nunca o autor
Ai saudade daqueles que um dia foram e dos que vão voltar.

Agente faz a promessa e o tempo e o cobrador
E o preço de nossa saudade e o amor.