Ayo, Volume 2, depois do ontem vem o hoje,
trabalho porque quando não há calos, há calões/
Fuck opiniões, todos temos uma particular,
eu tou-me a cagar nem que venda só um exemplar/
Eu vou devagar, seguindo o ditado,
os Estados estão condicionados como o ar (boy) abafados/
yo, tudo ao meu redor são influências,
mas às vezes eu fico farto de coincidências/
Não mato concorrências, apenas incentivo,
uma das referências dum passado ????/
É aqui que eu tou bem, aqui tá o conforto,
nem um exorcista tira o Hip Hop do meu corpo/
E nunca me importei de rimar pró boneco,
a minha cena é sempre lado a lado, o egzeco/
Para toda a gente, o ambiente não é selecto,
faz o teu trabalho, não te imponhas como um feto/
Esta é a nossa dama mas nem toda a gente a quiça,
com ela perto, o meu talento não se desperdiça/
É o Sam The Kid, o miúdo, queres ajuda? Eu ajudo,
porque eu continuo igual, boy, humilde sobretudo

Vídeo incorreto?