Ô mulher poderosa
Na rua ela não passa despercebida
Ô mulher poderosa
Não deixa ninguém se meter na sua vida

Ela trabalha e luta sozinha
Tem medo de nada
É forte pra valer
Não depende de homem pra nada
É linda e tudo ela sabe fazer

Quando chega final de semana
Se arruma e ninguém segura essa mulher
Ela adora dançar e fazer festa
Sair com as amigas, zuar, tirar onda
Ela saber o que quer

É louca, louca, louca e fandangueira
Éla é dona da noite, de todas é primeira
E ela é louca, louca, louca e fandangueira
É a dona da noite, a dona da vanera

Vídeo incorreto?