"Não sou filho de pai assustado
e minha mãe é prima irmã da Mariana
quando nasci eu já vim esperneando
pois sabia que o mundo pra mim ia ser pequeno
e se é pra soltar o veneno,
Vamos se botá.. guriazada!"

Se é pra ir para festa
Então vamo com força
Se é pra tomar trago
Então vamo de "apá"
Se é pra churrascada
Varemo três dias
E só "larguemo" o osso
Quando não aguentá

Se é pra gandaia
Vamo lá pras tia
Porque lá as prima
Vem recepcionar
Lá não "temo" hora
Pra volta pra casa
Eu sempre tô cheio
De amor pra dar

Vamo, vamo, vamo se botá
Eu não tenho medo
Eu nunca tive medo
Eu não tenho segredo
E não vou frouxar
Se elas pisca o "ôio"
Nós vamo pra cima
E que nem que "nóis"
Não tá fácil de achar

E se for num rodeio
Nós monta a barraca
E deixa armada
Pra elas relaxar

E se a paulera pega
Nóis parte pra cima
Não "semo" assustado
E vamo enfrentar

E se abre gaita
Nóis carca na vanera
E dança a noite inteira
Até o sol chegar

Vamo, vamo, vamo se botá
Eu não tenho medo
Eu nunca tive medo
Eu não tenho segredo
E não vou frouxar

Vídeo incorreto?