Escondo-me em um canto
Em um buraco de mim mesmo, observando
Vejo seus passos
Em direção a outro lado
Minha cabeça rejeita
Sua presença ausente

Mas faço festa
Com o resto que deixastes
Migalhas de palavras
Mas faço festa
Com o resto que deixastes
Farelos de sentimentos

Saio do esconderijo
Para sentir o pouco que deixou
Basta-me o alimento
Que é o seu nome
Como um camundongo
Procuro em cada aresta da casa
Um pouco de ti

Para passar o resto do dia,
A noite e as horas que virão
Até você voltar de novo
E eu sem poder fazer nada
Voltar a ser um camundongo

Vídeo incorreto?