Com garras bem afiadas
E um desejo no olhar
Você felina, manhosa
Só vive a me provocar
Querendo sempre acarinho
Vem em meu corpo encostar
Me deixa sempre sentindo
Vontade louca de "se" entregar

Quando está em meus braços
Querendo me sufocar
Me diz olhando nos olhos:
Você é a presa que eu quero atacar

Vem cá meu doce pecado
Quero sentir seu sabor
Provar do quente veneno
Me derretendo, vingado de amor

Vídeo incorreto?