Aquela sanfona branca,
Aquele chapéu de couro,
É quem meu povo proclama:
Luiz gonzaga de ouro!

Aquela sanfona branca,
Aquele chapéu de couro,
É quem meu povo proclama:
Luiz gonzaga de ouro!

Aquele tom nordestino,
A voz sai do coração.
É ele o rei do baião,
É luiz,
É cantador do sertão.

É filho de januário,
É quem canta o juazeiro,
É festa, é povo,
Luiz alegria!
Luiz gonzaga é poesia.

Vídeo incorreto?