Vou levar duas medidas na balança, caminhar entre avenidas do amor
Vertentes que caem do céu, colares que trançam a flor
Verdades que doem no peito a razão
Bom te ver doces momentos nessa estrada
Beira mar, acostamento já se foi, presentes que joguei no mar
As flores que lá deixei, ainda me lembro como fosse hoje o adeus, voltei!
Só vou querer ter você aqui, sorrindo te dar meu amor assim
É claro que a vida ensina a gente a ser feliz e vou te amar louco de paixão
Se ainda me quer cheia de prazer
Eu sou um barco a vela e você é o vento que leva, meu coração.

Vídeo incorreto?