Alô, alô Garanhuns
Terra que me viu nascer
Eu vivo aqui tão distante
Mas não esqueço você

Não esqueço meus amigos
Nem os bailes que dancei
Não esqueço a minha mãe
Aquela que lá deixei

Pra matar minha saudade
Brevemente eu voltarei
Quero rever Garanhuns
Onde eu nasci e me criei

Não esqueço as vaquejadas
As corridas de mourão
Não esqueço as brincadeiras
Das noites de São João

Não esqueço do reisado
Do guerreiro e do pastoril
Não esqueço Pernambuco
Pedaço do meu Brasil

Vídeo incorreto?