A fé verdadeira é clara e vê o que nunca nasceu.
O olho da fé é o "homem-Deus"
Se quem fez a fé foi a vida, e não a escuridão,
Dela há de vir o sagrado grão.
Deus, tome todas as paixões que tragaram nossos risos.
Tome todas as razões.
De repente vem o amor, que envolve e leva tudo
É do fogo criador

A fé é uma luz que separa o que é lei e o que não
E desconhece o caminho vão.
A fé sabe quem é o outro
Que não há "outro" nem "eu".
O "outro" da fé é o próprio Deus
Deus essa gente que se foi

Que saudade forte invade
E forja o tempo bem depois
Quando a vida aqui chegou precisar
De solo e água e dar e receber calor
Essa fé que não passou vai agora dar ao mundo
Toda graça, todo o fruto, todo o bem que Deus criou

Vídeo incorreto?