Ela não deve nada a ninguém
Quer bem a todos e todos lhe querem bem

Quer sair de casa, quer trabalhar
Abrir as asas, quer se casar
Quer conhecer outras pessoas
Fazer amizades, ter uma vida boa
Sabe que nada no mundo é perfeito
Só quer ser feliz, ao menos se dar o direito
E ter o amor que não lhe deram
O amor que os pais não souberam lhe dar
E dar amor, que com dinheiro
O amor não se pode comprar

Ela não deve nada a ninguém
Quer bem a todos e todos lhe querem bem

Ela quer formar uma nova família
Que é pra esquecer de quem ela é filha
Quer um menino e uma menina
Pra chamar de José e de Cristina
Sabe que há coisas que não têm jeito
Só quer ser amada e amar sem ter medo
E ter o amor que não lhe deram
O amor dos pais que ela não recebeu
E dar amor sem ter receio
O amor, o amor que Deus lhe deu

Pequenos gestos de amor, de ternura
São como uma fonte de água pura
Grandes momentos de alegria
Com pequenas coisas do dia-a-dia
Uma palavra de amor, de carinho
E tudo muda da água pro vinho
Um só instante de real beleza
É linimento pra qualquer tristeza

Vídeo incorreto?