Vem, vamos sair, andar por aí
Vem, vamos sentir até o fim dessa rua
Vamos dividir, vamos confundir
Os dias de sola, minhas mãos com as suas

Vem, vamos nos perder, só eu e você
E desaprender a jogar esse jogo
Vamos prometer, vamos esquecer
E olhar tudo como se fosse novo

Vamos andar, as cores estão tão vivas
Vamos andar, não há nada que no proíba
Vamos andar, as cores estão tão vivas
Vamos andar, não há nada que no proíba
Vamos andar

Vem, vamos sair, andar por aí
Sem ter onde ir, sem hora marcada
Nos redescobrir, vamos fugir
Ver a noite cair, esperar a madrugada

Vem, vamos andar pra qualquer lugar
Como se não tivéssemos combinado
Vamos festejar, vamos celebrar
E agradecer por termos nos encontrado

Vamos andar, as cores estão tão vivas
Vamos andar, não há nada que no proíba
Vamos andar, as cores estão tão vivas
Vamos andar, não há nada que no proíba
Vamos andar

Vídeo incorreto?