Vida banal


É apenas mais uma segunda-feira
Eu sou só mais um rosto na multidão sem expressão
Eu estou indo para uma única direção
Pego pela máquina e eu sou completamente exposto
Estou vivendo em uma rotina
Estou procurando minha alma no achados e perdidos

Estou sentado no mesmo lugar
Contando cada tic toc
Tenho que bater o ponto
Quando isto vai parar, parar?
Outro dia em preto e branco

Um, dois, três, quatro, cinco
Outra semana passa
Estou meio vivo
Estou ficando cansado
De fingir isto
Estou exausto
Não quero vestir nenhum terno e gravata
Preciso viver antes que eu morra
Então, cansei, cansei, cansei
Dessa vida banal

O que aconteceu com o "algum dia"?
O que aconteceu com os sonhos do garoto de olhos arregalados?
Não me diga que é tarde demais
Não me diga que eu não posso, porque você nunca conseguiu

Estou sentado no mesmo lugar
Contando cada tic toc
Tenho que bater o ponto
Quando isto vai parar, parar?
Outro dia em preto e branco
Eu tenho que sair desta vida banal

Um, dois, três, quatro, cinco
Outra semana passa
Estou meio vivo
Estou ficando cansado
De fingir isto
Estou exausto
Não quero vestir nenhum terno e gravata
Tenho que viver antes que eu morra
Então, cansei, cansei, cansei
Dessa vida banal

Eu não quero acordar
Com os meus melhores anos atrás de mim
Eu não quero acordar
Com os meus melhores anos atrás de mim
Eu não quero acordar
Com os meus melhores anos atrás de mim

Acho melhor eu acordar
Antes que minha vida fique para trás
Ohh

Um, dois, três, quatro, cinco
Outra semana passa
Estou meio vivo
Estou ficando cansado
De fingir isto
Estou exausto
Não quero vestir nenhum terno e gravata
Preciso viver antes que eu morra
Então, cansei, cansei, cansei
Dessa vida banal

Um, dois, três, quatro, cinco
Vida banal nunca mais

Um, dois, três, quatro, cinco
Tenho que acordar, acordar

Um, dois, três, quatro, cinco
Vida banal nunca mais

Cansei, cansei, cansei dessa banalidade
Tudo isso é temporário
Cansei, cansei, cansei
Dessa vida banal