Rosto contra minha alma


Como eu posso ver o amanhã se você me mantêm no escuro?
Quando eu vou ver o pra sempre se você me amaldiçoar desde o começo
Deve haver uma maneira de passar pelo seu
Coração negro
Você contrói uma parede dentro de uma parede e não há nenhuma porta
REFRÃO:
Deixe-se levar pela água
Pressione seu rosto contra a minha alma
Vadeando através de todas as suas convicções
Nós podemos vir do frio
Procurando os pastos mais verdes, encontrando areias do deserto
Os ciclos do moinho giram acima das mãos vazias
Terei que fazer uma sangria só pra ter outra chance
Dentro de você há é uma vista de quem me vê lá
(Repete o refrão)