Mano eu vou alí comprar um chá
Você quer que eu traga pra você? Não podexa
O mano já foi alí de bicicleta se pa
É do razante louco (x2)

Hoje tem jogo não tem pó de café
Sou um telespectador
Vou ali comprar um chá
Café deixa muito nervoso
Eu quero ficar calmo
Vou alí comprar um chá
Aperte o play deixa rolar a música
Escuta, não presta muito café com açucar
Eu volto logo do tiozinho
Mas não deixa bota fogo nos papel dos pãozinho
Temos muitas coisas para conversar no particular
Eu vou preparar o chá
Como é que vão o seus meninos?
Estão trabalhando lá na plantação de chá do Rufino

Mano eu vou alí comprar um chá
Você quer que eu traga pra você? Não podexa
O mano já foi alí de bicicleta se pa
É do razante louco (x2)

Tem gente que comprar muito quilo de chá
Vai preparar, pra depois vender o chá
Eu vou tomando chá e lendo muito
e para aqueles que são leigos sinto muito
O povo não vai se iludir
Congresso parece um filme de hollywood
Tropeçaram nos malote podexa
Dinheiro nas cueca, deixa tomar um chá
Deixaram queimar o chá
No acampamento não tem ventilador
Tem que chegar junto, tem que se adaptar
No acampamento não tem ventilador
Como é que vai ficar sem poder tomar um chá
E a próxima colheita quando é que vem?
Eu vou perguntar pro Rufino da plantação de chá
E a próxima colheita quando é que vem?
É pra agente tomar vou comprar umas grama de chá

Mano eu vou alí comprar um chá
Você quer que eu traga pra você? Não podexa
O mano já foi alí de bicicleta se pa
É do razante louco (x2)

Me diga me explique é, me diga me explique direito
Me diga me explique é, me diga me explique melhor
Bom dia minha senhora, como é que vai meu filho?
Ta tudo do mesmo jeito
Qualquer dia desses vai lá em casa toma um chá
que o médico lhe receitou
A senhora sabe como é que é difícil de se adaptar
Entre os Homo Sapiens o nosso antigo habitat
Cuidado com o saco de chá, não rasgue não puxe
Quem dera Osama Bin Laden tomando chá com George Bush
Porque não mano o que que tem?
Dizem que o Bush ja tomou chá até com o Saddam Hussein
Falei com o Rufino sobre os negócios
De olho no plantio de chá, senão os gringo se torna sócio
É Deus cria e constrói pode pá que não da outra
O homem mata e destrói
Segundo a palavra da experiência
Passe o contrato pra ca, quero ver vírgula e reticências
A nota fiscal por causa do imposto
Tem que prestar conta pros bacana que é o lado oposto
Tem que saber dosar,
nos seus aposentos não dê sopa pro azar
É sem causar panico e nen suspense eu boto fé
Qualquer dia desses vou colher chá direto do pé

Mano eu vou alí comprar um chá
Você quer que eu traga pra você? Não podexa
O mano já foi alí de bicicleta se pa
É do razante louco (x2)

Vídeo incorreto?