Grito na noite desta vida.
Quero na terra sempre obedecer,
sinto nascer em mim uma audácia santa
com que enfrento o furor de todo inferno.
Não quero outro esplendor Senhor meu Deus,
quero submeter minha vontade em tudo
e assim cantar em toda a eternidade.

A obediência é uma couraçã protetora
um escudo que me guarda o coração.

Sempre sorrindo enfrentarei o mal
e nos teus braços Divino Esposo
quero também cantar
em meu combate.

Vídeo incorreto?