Tantos planos, vãos caminhos eu tracei
E com a dor me deparei.
Falsos braços vinham em minha direção, como cego abracei
Sem perceber os vazios escondidos no coração.
Te conheci, só na fé Te vi e a felicidade, então, pra mim nasceu.

Se a esperança tem cor, verdes são os Teus olhos
Que na cruz eu vi vermelhos ficarem.

Cor do pecado, espinhos cravados, corpo surrado, sangue derramado,
Sofrido plano de amor do Pai em Jesus.
Pagou o pecado, está ressuscitado, Seus olhos vermelhos são esverdeados
E brilham em nossos caminhos só por amor.

Não dá mais pra fugir, rendido estou
Por armas de amor, misericórdia sem fim.
Não dá mais pra fugir, rendido estou,
Sou prisioneiro eterno de tão grande amor.

Vídeo incorreto?