Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor
Eu vou a Penha vou pedir a padroeira para me ajudar
Salve o Morro do Vintém, pendura a saia eu quero ver
Eu quero ver o Tio San tocar pandeiro para o mundo sambar
O Tio San está querendo conhecer a nossa batucada
Andou dizendo que o molho da baiana melhorou seu prato
Vai entrar no cuzcuz, acarajé e abará
A Casa Branca já dançou a batucada com Ioiô e Iaiá.

Brasil esquentar vossos pandeiros, Iluminai os terreiros
Que nós queremos sambar...

Há quem samba e diferente noutras terras outra gente
O batuque de matar, oi.
Batucada reunir vossos valores, pastorinhas e cantores
Expressão que não tem par Oh meu Brasil.
Brasil... esquentai vossos pandeiros iluminai os terreiros
Que nós queremos sambar.

Ai, ai, ai, izaura, hoje eu não posso ficar
Se eu cair em seus braços, não há desperta- dor
Que me fa- ça acordar, (eu vou trabalhar)

Ai, ai, ai, izaura, hoje eu não posso ficar
Se eu cair em seus braços, não há desperta- dor
Que me fa- ça acordar, (eu vou trabalhar)

O trabalho é um dever, todos devem respeitar
O izaura me desculpe, no domingo eu vou voltar
Seu carinho é muito bom, ninguém pode contestar

Se você quiser eu fico
Mas vai me prejudicar
Eu vou trabalhar

Vídeo incorreto?