Venho do lado de lá do azul
onde ainda não há cor
e o tempo, é uma praia vazia

vôo baixinho
á beira do teu corpo

Venho sem manto
de brilho puxado á pressa
troco a noite pelo dia
e ali fico perdida


vôo baixinho
à beira do teu corpo

Trago a espuma dos céus
o respirar das marés
e o branco,
que acorda o dia

vôo baixinho
à beira do teu corpo

Apanho a tarde desprevenida
ouço os suspiros do sol
que se agarra vermelho
às pontas do dia

vôo baixinho
à beira do teu corpo... (x3)

aaaah (perco a cabeça nas nuvens)

Arrombo as portas do sol
perco a cabeça nas nuvens
e só parto
com a noite fria

vôo baixinho
à beira do teu corpo

vôo baixinho
à beira do teu corpo

vôo baixinho
à beira do teu corpo

Vídeo incorreto?