Sou um peão arrojado
De medalha na lapela
Touro bravo eu pego a unha
Agarrado na barbela
Eu não caio do cavalo
Eu nunca quebrei costela
E não tem cavalo inteiro
Pra me derrubar da sela

Eu só tive uma derrota
no rodeio da paixão
Eu digo sinceramente
Uma potranca valente
Derrubou meu coração

Nos rodeios onde eu passo
Monto e chego a espora
Mas nos braços da potranca
Este cavaleiro chora
Na arena do meu peito
Tem rodeio toda hora
Essa potranca valente
Tá me deixando doente
É paixão que me devora

Eu só tive uma derrota
no rodeio da paixão
Eu digo sinceramente
Uma potranca valente
Derrubou meu coração

Essa potranca valente
Tá me surrando de reio
Ela subiu no meu ombro
Já me pôs rédeas e freio
Estou de queixo caído
Já perdi este torneio
Garanhão perdeu a banca
Na verdade essa potranca
É a rainha do rodeio

Vídeo incorreto?