Um certo sonho
Dos meus tempos de menino
Descreveu o meu destino
Minha sina é cantar
Com meu forró
Peço reta a Seu Luiz
Pra que eu possa ser feliz
Antes de eu regressar

Sou cabra forte
Feito todo conterrâneo
Meu cantar é espontâneo
Minha luta é que dá dó
Mas com orgulho
Sou matuto deste povo
Vou buscando um mundo novo
Na tristeza dou um nó

Sou Nordestino
Eu sou filho desta terra
Eu sou da serra
Mas desci pra ver o mar
E no meu peito
Levo a fé e o compromisso
Na viola meu feitiço
Pra um dia chegar lá(Bis)

Vídeo incorreto?