>> the airbone toxic event - inocência


Perdi minha inocência hoje
Pude sentí-la sem meus ossos
Meus ossos, meus ossos, meus ossos
Meu sangue, meu sangue, meu sangue, meu sangue

E eu acordei, cansado, assustado e triste
Encharcado, esgotado, me senti tão mal
Hoje, hoje, hoje
O que você ainda, você ainda, você ainda, você ainda
Não vai dizer, dizer, dizer, dizer
O que sente, sente, sente, sente
O que não é nada além de sentimentos vazios, sim
Eu posso, pronto, não me importo mais

E esqueci a felicidade, estou bem
Vou esquecer tudo na hora certa
Eu juro que não sabia,
você me conhece, como eu pude deixar pra lá
Não somos corajosos, somos uns picaretas
Toda aquela vida arruinada
as cicatrizes, a cena destruída
Os adolescentes feios, os piores erros
E em todo lugar vejo o rosto dela
Uma criança tão linda, um terrível desperdício
E não há inocência como a dela
Só há vazio e irritação

E essa luz da janela do meu carro
Ela nunca vai ver, Oh meu Deus
Eu estava tão surpreso, isso foi jogado na minha cara
Senhor, eu perdi minha calma, oh meu Deus
Oh meu Deus, oh meu... Deus

E eu chorei, eu chorei, tanto
E eu chorei, eu chorei, tanto
E eu rezei e gritei, "eu estava errado"
acabou, ela se foi