Refrão:. (2x)

Nos prédio de concreto e aço, barato é loko
Procuro minha liberdade, mas num encontro
A paz foi deixada aos pedaços, sobre os escombros
Um salve pra todos guerreiros dos calabouços

O sistema vai olhar pra lotação das comarcas
Quando os mano somar e arrancar a cabeça de agente na faca
A hora do pátio acaba, tranca nóis na jaula
Prus aluno de advocacia olhar e discutir nas aula
O como é desumano onde a gente vive
Super lotação é tipo uma bomba relógio do crime
Se explodir os boy vai ver que não é comédia
Ladrão matando jack com espeto arrancado da jéga
E vai sair, e vai roubar sua cherokee
É o sonho de 9 de cada 10 que sair daqui
Porque o sistema é podre e num recupera
Quem convive entre fera é inevitável, se transforma em fera
Salve, o educandário e as penita
O sistema nem percebe mas fabrica terrorista
Os coração congelado distante da liberdade
Deus é mais daqui pra frente é progresso, prosperidade.

Refrão:. (2x)

Nos prédio de concreto e aço, barato é loko
Procuro minha liberdade, mas num encontro
A paz foi deixada aos pedaços, sobre os escombros
Um salve pra todos guerreiros dos calabouços

Menos escola, mais cadeia, é mais arma na cinta
Sem dinheiro os mano vai pro bang loko, se vira nos 30
O cão se assusta, os monstro tão na fúria
Se tiver preso é foda, com radinho manda ação pra rua
Aqui é cadeia tio, num vem paga de alegre
O chicote estrala pro loke que mede a febre
Tem que matar um leão por dia nas comarca
Quatro jéga, tem 15 na cela depois da tranca
É só veneno, tiuzão é só veneno
Mas dia de visita, sem visita é sofrimento
Pode falar que não, mas pesa a falta da família
Sem ninguém por você é duas cadeia que cê tira
Diz pra mim, sem visita, sem cigarro, sem dinheiro
Só grade, concreto e ódio na mente o tempo inteiro
Como é que vai mudar, regenerar num tem jeito
Ai boyzão esse com a arma na sua cara é um ex detento.

Refrão:. (2x)

Nos prédio de concreto e aço, barato é loko
Procuro minha liberdade, mas num encontro
A paz foi deixada aos pedaços, sobre os escombros
Um salve pra todos guerreiros dos calabouços

É mais um dia em alcatraz, a mãe num vê o filho chora
Aqui o dia parece ter mais de 24hrs
Agora cê pensa bem no que sua mãe dizia
5 grau, um frio da porra e cê fazendo faxina
É tio, chegou o sabadão e ninguém veio
Nem um salve, nem um pipa dos seus amigo do peito
Oh jão, o barato é loko vamo arrebentar a cadeia
Vai pelado pro pátio, mão na cabeça, ajoelha chicote estrala
E se ladrão tiver dormindo
Acorda com a rotam canil, as 12 os cachorro latindo
Transforma pai de família em psicopáta
Criado com tapa na cara e bala de borracha
Joga lenha, joga alcóol na fogueria, vai sistema
Esses agente pitbull vai ver o tamanho do problema
Quando os mano descobrir quem inventou as cdp
Vai rajada no globo dos péla que pago pra ver.

Refrão:. (2x)

Nos prédio de concreto e aço, barato é loko
Procuro minha liberdade, mas num encontro
A paz foi deixada aos pedaços, sobre os escombros
Um salve pra todos guerreiros dos calabouços.

Vídeo incorreto?