Inconseqüentemente às vezes faço coisas,
Impulsivamente às vezes faço outras.
Minha cabeça pega fogo,
Minhas idéias são constantes,
Meus delírios são marcantes,
Meus sonhos são... flutuantes.

Não queira pensar
Nas coisas que não quero
Inconseqüentemente faço coisas que não devo.

Dois caminhos, dois semblantes,
Enquanto eu penso as coisas passam
Feito terremoto,
Movem meus pés, me deixam no ar,
Tiram minha cabeça, me fazem delirar,
Colocam dúvidas,
Interrogações que não vão calar

Passa tempo me mate aos poucos
Não suporto esperar,
Passa tempo tudo de novo
Eu não quero mais errar.

Vídeo incorreto?