Eu criei a minha filha
Com amor e com carinho
Eu desejo para ela
Muita flor no seu caminho
Aquele pra ser meu genro
Não precisa coisa rara
Tem que ser moço direito
E muita vergonha na cara

Moço da mãozinha fina
Na minha casa não entra
As mãozinhas delicadas
No pesado não agüenta
Não precisa ser doutor
Não precisa muito estudo
Quem trabalha e tem vergonha
Neste mundo já tem tudo

Está cheio de malandros
Por este mundão afora
Pega dinheiro do sogro
Puxa o carro e vai embora
Quantos pais estão sofrendo
Dentro deste velho mundo
Criou filha com carinho
Pra casar com vagabundo

Pra casar com minha filha
Precisa muita moral
Trabalhador e honesto
Traz um grande capital
Desejo pra minha filha
Casamento com bom moço
Pra turma dos vagabundos
Eu só mando chumbo grosso

Vídeo incorreto?