Gasta mocidade gasta, dinheiro que não é seu
Pra ganhar esse dinheiro, o seu pai foi quem gemeu
Trabalhando dia e noite da própria vida esqueceu
A luta não foi brinquedo, mas o velho não correu
Pro filho comer a carne, o seu pai osso roeu
O que o pai ganhou lutando brincando o filho perdeu

O conforto do mocinho, foi o pai quem conquistou
Karman Guia cor de vinho, foi o velho que pagou
O filho está esbanjando dinheiro que o pai guardou
O dinheiro é de quem gasta, e não é de quem ganhou
O prato é pra quem come, não é de quem preparou
Pro filho ter vida mansa o seu pai não descansou

Tem anel de formatura, no dedo de algum doutor
Com a marca registrada, de um pai trabalhador
Cada pedra desse anel é uma gota de suor
Existe filho ingrato, que pro pai não da valor
Deixa o velho esquecido, com cansaço e muita dor
Tem filhinho de papai que nos pais não tem amor

Quando o pai vai dar conselho, escuta o filho dizer
O senhor me pôs no mundo, eu não pedi pra nascer
Só quero gozar a vida, não vim no mundo sofrer
Quanto filho no palacio, joga o pai num quarto fora
Tem filho sem coração, só esperando a hora
De arrumar um asilo pra mandar o velho embora

Vídeo incorreto?