Não vai colher chuva mança
Quem tempestade plantar
Velho patrão aleijado
Já não pode mais andar

É por quê o mal que fez
Aos poucos tem que pagar
Se reviver seu passado
Eu sei que vai encontar
Muito pranto derramado
De quem você fez chorar.

Pra poder subir na vida
Lutou desonestamente
Ganhou dinheiro e poder
Arruinando muita gente

Sempre fazendo colheita
Onde não plantou semente
Destruindo lar honrado
Enganou moça inocente
E fez de cada empregado
Um escravo na corrente.

Comprou terra e naõ pagou
E matou quem lhe vendeu
Mudando cercas de divisas
Aumentando o que é seu

Pra livrar você da morte
Teve gente que morreu
Só pensando em você
Da familia esqueceu
Por falta do seu apoio
Que a familia se perdeu.

Vendo a filha mãe solteira
E sua esposa infiel
Seu filho viciado em drogas
Esperando o fim cruel

O castigo nunca falha
Trazendo o gosto do fél
Pela justiça da terra
Você jamais foi um réu
E agora esta condenado
Pela justiça do céu.

Vídeo incorreto?