Lá onde eu moro,é um recanto encoberto,
mas parece um céu aberto,
cheio de tanta beleza!
lá onde eu moro,minha vida é mais vida,
a paisagem colorida
pela própria natureza!

lá onde eu moro,quem desejar conhecer,
eu ensino com prazer,
com toda sastifação!
a minha casa não é lá muito bonita,
mais quem me fizer visita,
eu recebo de coração!

lá onde eu moro,é cercado de arvoredo,
o sol se esconde mais cedo,
demora surgir o luar.
constantemente,corre água cristalina
lá no alto da colina-
como é lindo a gente olhar!

lá onde eu moro,a gente não fica triste-
tristeza lá não existe,
embora seja um recanto!
lá onde eu moro,é mesmo um paraíso
nos lábios só tem sorriso,
nos olhos não se vê pranto.

lá onde eu moro,quando é madrugada,
gorjeia a passarada,
prenúncio de um novo dia:
o xororó pia triste na queimada,
ao longe,lá na invernada,
a codorninha assobia.


por nada troco meu pedacinho de terra,
minha casa ao pé da serra,
meu campo vestido em flor!
chão abençoado,recanto dos passarinhos-
onde eu moro é um ninho
de paz,ternura e amor!

Vídeo incorreto?