Aquela mulher, naquela janela...
Todo dia nesta mesma hora...
Fica ali esperando e chora...
Que alguém traga uma notícia a ela...

Todos passam e olham com pena...
Todo dia nesta mesma hora...
Pobre mãe de cabelos brancos...
Fica ali esperando e chora...

Tinha um filho que muito adorava...
Na janela contente sorria...
No momento que ele aparecia...
Pobre mãe se emocionava...

Mas um dia o moço não veio...
Na avenida foi atropelado...
Quando deram a triste notícia...
Ela ficou assim nesse estado...

A causa de todo seu procedimento...
Foi o golpe do acontecido...
Por não ver mais o filho querido...
Como é grande o seu sofrimento...

Até hoje ela não se conforma...
Todo dia nesta mesma hora...
Por seu filho que nunca mais volta...
Fica ali esperando e chora...

Vídeo incorreto?