Ai eu sou mineiro da gema de minas vivo distantes
Estou morando em são paulo já sou quase um bandeirante
Lá na linha noroeste

Onde eu passo todo instante cidade de araçatuba
É meu berço de viajante
Ai eu vou falar a verdade lá tenho muita amizade
De gente boa importante ai, ai

Ai cidade de Araçatuba o seu progresso não mente
É a capital do asfalto é uma verdade patente
Dentro da sua razão

Lá existe homem valente as mulheres são sinceras
É as meninas são descente ai a juventude sadia estudando noite e dia
Prum futuro sorridente ai, ai

Ai o senhor Oswaldo Cintra fazendeiro da região
Sua fazenda é um palácio sincera comparação
Homem que veio do nada

E ninguém lhe deu a mão lutando honestamente
Foi ganhando posição
Ai a sua fortuna cresce Deus ajuda quem merece
Por ele ser bom patrão ai, ai

Ai homem que veio da luta muito tombo e muito chão
Muito arreio e muito laço muito boi e muito peão
Na grande escola da vida

Ele foi aluno bão sem férias e sem recreio
Aprendeu a sua lição
Ai ele veio da pobreza transformando em riqueza
Os seus tombos no sertão ai, ai

Ai o senhor Oswaldo Cintra e seu filhinho Marquinho
O doutor Ubiratan do seu Oswaldo é sobrinho
Família de gente boa

É flor que não tem espinho falo bem de quem merece
Abraçado neste pinho
Ai eu me despeço cantando adeus vou me retirando
Pra chorar lá no caminho

Vídeo incorreto?