Quem me vê assim cantando sempre alegre e sorridente...
Ninguém nota no meu rosto o que meu coração sente...

No braço desta viola...
Explicarei facilmente...

É duro gostar de alguém, que já tem seu pretendente... ai.

Quem vê os versos que eu faço diz que eu sou inteligente...
O coração de quem ama trova versos de repente...

Alguns dá pra ser poeta...
Outros fica impertinente...

O amor quebra opinião, de qualquer homem valente... ai.

Ás vez começo a pensar então meu por contente...
Por poder desabafar tudo que meu peito sente...

Meus versos no coração...
Atinge diretamente...

Mais é que a felicidade não pertence a toda gente... ai.

Conquiatar seu coração sei que não sou suficiente...
Vendo você todo dia sofrerei eternamente...

Amanhã eu vou embora...
Sei que vou partir doente...

Pra mim ver você com outro prefiro viver ausente... ai.

Vídeo incorreto?