Rio Bonito, Rio Bonito
Beleza que não tem fim
Onde mora aquela ingrata
Que está judiando de mim
Na praia do Rio Bonito quantas vezes eu chorei

Naquelas águas paradas tem
Tem pranto que derramei

Rio Bonito, Rio Bonito
A paixão da minha vida
Um dia cheguei cantando
E chorei na despedida
Rio Bonito é um recanto beleza que não tem fim

Lá está morando alguém
Que me faz sofrer assim

Já comprei linha de prata
Já comprei anzol de ouro
Pra fisgar aquela ingrata
Causadora do meu choro
Na praia do Rio Bonito onde mora meu tesouro

Vou fisgar essa sereia
Do cabelo lindo e loiro

Vídeo incorreto?